O universo das artes plásticas

Artes-PlásticasHá muitos anos lá atrás comecei a desenhar os personagens do Walt Disney num caderno que os meus pais me deram para ir rabiscando com lápis de cor…e correu bem!
Senti o cheiro de algo que nascia aqui dentro…algo que me entretinha durante horas perdidas na companhia do meu imaginário. Só mais tarde entendi o verdadeiro significado da palavra inspiração…e ela estava lá!…a sorrir para mim!
Ao longo da minha adolescência em Moçambique, frequentei com entusiasmo as classes de desenho à vista e carvão da Prof ª Bertina Lopes. Entusiasmo este que me levou alguns anos mais tarde a entrar num universo diferente e extremamente apelativo. As técnicas de óleo sobre tela e batik sobre tecidos que me fizeram desembarcar na Sociedade de Estudos de Lourenço Marques onde realizei aos 19 anos de idade a minha primeira exposição de artes plásticas.
Seguiu-se um longo período dedicado a uma carreira na área da engenharia e construções onde de quando em vez algumas telas olhavam para mim tocadas por algum abandono.
No fundo do meu espírito residia uma ideia firme…agora não dá, Francisco!…mas um dia mais tarde eu voltarei para percorrer esta estrada.
E foi verdade!…aos 61 anos de idade eu atendi aquela voz que me chamava para as telas e pincéis como que a mostrar um novo caminho onde as artes plásticas, a escrita e a música começaram a ter uma expressão elevada.
E assim começou uma nova fase da minha vida…neste espaço dedicado a ideias e atividades lúdicas irão figurar as obras de arte que, ao longo do último ano, vem tomando forma nesta região do continente sul-americano onde resido desde meados de 2015…nesta nação brasileira que me acolheu…nesta imensa e temperada Bahia que me faz sorrir.
Este espaço é de todos os que desejem partilhar uma prosa…uma opinião…e adquirir alguma obra que seja do seu agrado.

Mais informo que as obras adquiridas pelos apreciadores da minha arte podem ser enviadas através de correio seguro (Sedex) em embalagem apropriada e registada sendo oferecida a possibilidade de “tracking” através de um código. Um serviço válido para qualquer parte do mundo. Os custos deste serviço serão incluídos no valor da obra adquirida…sejam todos muito bem vindos…

Categories: Sem categoria | Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 comentários

Obra literária “Em busca de Mwene Mutapa”

Gret Zimbabwe

SINOPSE

Esta obra retrata o percurso de um jovem moçambicano nascido na Austrália (Alfredo Mckenzie Souza Campos) filho de pai português (Joaquim Souza Campos) e de mãe australiana (Margareth Laurel Mckenzie) que cedo se interessa pelo percurso do seu avô materno Donald Mckenzie, desaparecido de forma misteriosa no decorrer do século XX em território da Rodésia do sul (actual Zimbabwe).
O interesse especial deste jovem pelo perfil deste seu ascendente que não conheceu e do qual não tem memórias vivas, cedo se revela pelo fascínio provocado pela sua singular personalidade e invulgar percurso de vida .
Donald Mckenzie é originário da Escócia, terra natal onde nasceu em 1870, a qual deixou para se formar em antropologia na Universidade de Cambridge no Reino Unido.
Este escocês é um personagem à parte. Portador de uma alma errante, Donald é uma espécie de aventureiro apaixonado pela etnologia, antropologia e pelas leis da natureza, reunindo em si qualidades raras.
Particularmente interessado pela influência colonial britânica, Donald desenvolve estudos sobre determinadas regiões do globo onde procura as mais profundas origens dos povos ancestrais. Nesta constante procura, demonstra um especial interesse pela “febre do ouro” e pelas explorações diamantíferas que o levaram a explorar regiões no Brasil e ao estudo dos usos e costumes de povos asiáticos e africanos, sendo pioneiro de alguns ensaios etnológicos de grande relevo. Revelando um interesse específico pelos territórios africanos, visitou regiões como a Somália, tendo empreendido expedições à região dos Grandes Lagos onde descobre as maravilhas do lago Tanganica.
Este escocês, de carácter vincado e espírito irrequieto, aproxima-se de um horizonte de especial interesse na região austral do continente africano. Pelo antigo império de Monomotapa (Mwene Mutapa).
A paixão que desenvolve pelos mistérios ancestrais deste império leva Donald a percorrer múltiplos caminhos na região do Grande Zimbabwe onde vem a ser dado como desaparecido em finais do ano de 1935.
Alfredo, apaixonado pela personalidade e percurso deste seu parente, é herdeiro de um fundo que este lhe deixara para um dia prosseguir a sua formação académica.
Este jovem, igualmente apaixonado pela aventura, decide aplicar este fundo na sua formação, percorrendo de forma incansável os passos do seu avô tentando compreender de forma sistemática e cronológica as suas descobertas e o que motivou o seu desaparecimento.
Esta narrativa, tocada pelo insólito e misterioso desaparecimento de tão peculiar personagem, é o eixo condutor de grandes momentos que levam Alfredo a conhecer os meandros da etnologia, antropologia e arqueologia em diferentes quadrantes geográficos que estão na base de uma aventura recheada de peripécias no encalço deste seu avô “sui generis”.
As suas descobertas são incómodas resgatando ao pó do tempo o silêncio dos culpados.

Categories: Sem categoria | 2 comentários

Obra literária “O voo do condor”

O-voo-do-condorSINOPSE

“O voo do condor” é uma trajectória invulgar vivida pelo autor e um grupo de amigos numa época alucinante entre África (Moçambique) e a América latina (Brasil, Bolívia, Perú, Equador e Colômbia).
A fusão de dois mundos no conturbado período de 1973/74/75 (séc XX) tendo como pano de fundo o choque de gerações, reflectido essencialmente num movimento de contra-cultura que procura a mudança e a recusa das normas instituídas por um colonialismo obsoleto e um império em fim de ciclo.
Uma narrativa com especial assento na audácia de um grupo de jovens adultos que, em busca do imprevisto e da descoberta de novos mundos e de novas culturas, reflecte a sua irreverência, desenhando os caminhos de um singular exílio num continente longínquo.
Uma história de evasão, de capacidade de improviso e sobrevivência de onde brotam sinais tangíveis que influenciam de forma definitiva o resto das suas existências.

Pelo meio um acontecimento histórico de grande envergadura – A revolução de Abril em Portugal que viria a alterar para sempre o percurso de milhões de cidadãos em Portugal e além-mar.
Quarenta anos passados, a vontade férrea, a memória de quem fica, a paixão pela escrita e o ímpeto do coração juntaram-se altivos abrindo caminho a uma obra que aprisiona uma história singular ao futuro.
Leitura apaixonada de quem gosta do imprevisto, “O voo do condor” é como um grito de uma geração inspirada e inconformada que deixou a zona de conforto para mudar o mundo e o pensar colectivo de uma época.
Um objectivo “desconseguido” na sua essência, mas que teve o ónus de invadir a vida de criatividade e de dar ao mundo a melhor vaga de inspiração musical de que há memória.

E que sensatos fomos afinal em não forçar os acontecimentos a harmonizar-se com o que muitos pensavam que devia ser!

Categories: Página principal | Etiquetas: | 28 comentários

Site no WordPress.com.